Pais de Primeira Viagem – Actualização 11/09

Pais de Primeira Viagem – Actualização 11/09

Caríssimos novos pais e mães da Sampaio, bem-vindos!

Aqui na APEE ainda nos lembramos bem de como foram os primeiros dias na Sampaio; dúvidas de sobra e nós na barriga.

Quanto aos nós na barriga, podemos apenas repetir o que tantas vezes ouvimos: nós ficamos mais nervosos do que eles, que se adaptam num instantinho.

As dúvidas, este ano são mais que muitas, e por enquanto ainda há poucas respostas, mas vamos partilhando convosco o que sabemos, numa lista que tentaremos que cresça também com o vosso contributo.

A Sampaio Garrido tem oito turmas de 1.º ciclo a funcionar (entre 20 e 26 alunos cada), e mais uma turma de Jardim de Infância. As salas estão distribuídas por dois andares e a escola tem agora cinco espaços ao ar livre que serão usados como recreio: o recreio do Labirinto, o Recreio do Brinquedo, o Pátio de Cima, o Campo de Jogos e a Horta. Existe também uma biblioteca escolar e um refeitório (as refeições são confeccionadas na escola) que fica paredes meias com o ginásio (estas paredes meias são amovíveis, tornando possível transformar o espaço numa grande sala para realização de actividades/convívio). Este ano, o ginásio não vai poder ser utilizado, e o espaço vai ser aproveitado para alargar o refeitório, facilitando o distanciamento exigido pelas novas medidas de contingência.

Calendário Escolar 2020-21

O JI e os alunos de 1.º ano terão uma sessão de apresentação de uma hora na quarta-feira, 16 de Setembro; cada turma num horário diferente (ver aqui). Para estes anos, as actividades lectivas começam no dia seguinte, 17 de Setembro, de acordo com o horário mais abaixo.

Devido às restrições de higiene e segurança, este ano não são permitidas entradas de adultos externos à escola, pelo que os pais não poderão acompanhar as crianças no primeiro dia, nem conhecer a escola. Esta é uma experiência que pode causar alguma ansiedade às crianças, e também aos pais. No entanto, a equipa da Sampaio vai seguramente fazer tudo para tornar esta uma experiência agradável para as nossas crianças.

Como mães e pais, podemos contribuir para que este primeiro momento seja tranquilo e positivo. Aqui ficam algumas dicas:

DICAS PARA O PRIMEIRO DIA

– Preparem-se mentalmente – pais e mães tranquilos serão a maior ajuda para os filhos – e também às crianças com naturalidade. Se tiverem oportunidade, passem pela escola nos dias anteriores e mostrem o portão por onde vão entrar (o portão central).

– Expliquem-lhes que terão de entrar sem os pais, mas que terão todo o apoio de que necessitam na escola. Uma vez lá dentro, terão de desinfectar as mãos e os sapatos, nuns tapetes especiais. Serão recebidos pelo novo professor, que estará curioso por conhecer os novos alunos. Quando estiverem todos, vão subir as escadas, entrar numas portas de vidro e virar à direita (1º A e 1.º B) ou à esquerda (JI). Vão seguir por um corredor com chão azul, igual à cor do mar, e encontrar uma sala ampla, cheia de mesas e cadeiras, com janelas abertas. Terão oportunidade de conhecer melhor o professor, a escola e os novos colegas. No final da apresentação, algumas crianças saem, e outros ficam na escola (CAF).

– Se puderem, ao fim do dia, conversem com as crianças sobre a experiência. Vão ver que eles já vão ter muitas coisas para contar :)

Os restantes anos; 2.º, 3.º e 4.º, terão uma sessão de apresentação de uma hora na quinta-feira, 17 de Setembro; cada turma num horário diferente (ver aqui). As actividades lectivas destes anos começam sexta-feira, 18 de Setembro.

A escola já abriu para actividades de CAF/AAAF logo no dia 1 (ver mais – aqui).

Podem consultar o calendário e as pausas previstas para o próximo ano – aqui!

Horário escolar 2020-21

Este ano os horários serão um pouco diferentes, para evitar a excessiva concentração de crianças e adultos quer à entrada, quer à saída da escola.

As entradas com horários desfasados serão de extrema importância para garantir a segurança de toda a comunidade escolar; assim, pede-se a colaboração das famílias na pontualidade em cumprir o horário escolar. Não pode haver tolerância, pois qualquer atraso pode pôr em causa toda a rotina estabelecida e prejudicar toda a comunidade.

Jardim de Infância: Entrada às 9h, pelo portão principal, do lado esquerdo. As aulas terminam às 15h30.

1.º A e 1.º B: Entrada às 9h, pelo portão principal, do lado direito. As aulas terminam às 15h30 e as AEC às 16h45.

2.º A e 2.º B: Entrada às 9h15, pelo portão principal, do lado direito. As aulas terminam às 15:45 e as AEC às 17h.

3.º A e 3.º B: Entrada às 9:30, pela porta de entrada lateral. As aulas terminam às 16h e as AEC às 17h15.

4.º A e 4.º B: Entrada às 9:30, pela porta de entrada lateral. As aulas terminam às 16h e as AEC às 17h15.

A saída da escola é feita pelo portão principal.

O Jardim de Infância tem a opção de frequentar as AAAF até às 17h, com prolongamento até às 19h. O 1.º ciclo tem opção de fazer as Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) após terminarem as aulas. Esta é uma oferta complementar, gratuita e opcional. Ver mais – aqui. A escola encerra às 19h, para os alunos cujos encarregados de educação não consigam ir buscá-los mais cedo. Para tal, devem fazer a inscrição nas atividades de CAF/AAAF, ver – aqui. Este ano será necessário apresentar uma justificação. Ver mais abaixo.

Intervalos e recreio

A escola vai utilizar cinco espaços ao ar livre como recreio: o recreio do Labirinto, o recreio do Brinquedo, o Pátio de Cima,  o Campo de Jogos e a Horta.

Todos os intervalos serão desfasados. O intervalo da manhã terá a duração de 30 minutos e decorrerá ao ar livre, caso não chova. Se chover, as crianças passam o intervalo na sala. O intervalo da tarde (antes das AEC) será de 15 minutos. No recreio ao ar livre as crianças podem brincar livremente.

Os lanches são feitos, como habitualmente, na sala de aula, antes dos intervalos.

Percursos definidos e Turmas-Bolha

Cada ano escolar tem um percurso definido para chegar da «sua» entrada às respectivas salas de aulas. O percurso está sinalizado no chão da escola.

Bolas laranjas conduzem ao Jardim de Infância (rés-do-chão)

Bolas azuis conduzem às salas de 1.º ano (rés-do-chão)

Bolas amarelas conduzem às salas de 2.º ano (rés-do-chão)

Bolas vermelhas conduzem às salas de 3.º ano (1.º andar)

Bolas verdes conduzem às salas de 4.º ano (1.º andar)

As turmas deslocam-se sempre em grupo e sempre acompanhadas por adultos.

Na maioria do dia, as turmas não vão contactar com outras crianças fora da sua turma. As excepções são os recreios e o almoço. Nesses momentos, as oito turmas da escola (primeiro ciclo) vão ser organizadas em quatro grupos, por ordem de anos escolares: 1.º A e 1.º B; 2.º A e 2.º B; 3.º A e 3.º B; 4.º a e 4.º B.

Salas de aula

Todas as actividades decorrem nas respectivas salas de aulas. As mesas estão todas viradas para a frente e com distanciamento entre si. Não pode haver trabalhos em grupo, nem crianças a circular na sala durante as aulas. Não é permitido trazer brinquedos ou outros materiais que não sejam essenciais. Os materiais e os lanches não podem ser partilhados entre colegas. Durante as aulas, janelas e portas devem permanecer abertas para favorecer a circulação do ar, devendo ser prevenida a existência de correntes de ar que possam ser prejudiciais à saúde.

Material escolar, máscaras e sapatos

No primeiro dia de aulas, o professor titular dá uma lista do material que se deve adquirir. Este ano, como aconteceu em anos anteriores, a Junta de Freguesia de Arroios já anunciou a oferta de material escolar  a todas as crianças que frequentam o Jardim de Infância e as Escolas do 1.º ciclo do Ensino Básico da freguesia. A oferta do material será articulada com a direção do agrupamento em setembro, e em anos anteriores tem incluído mochila, estojo, caderno de capa preta pautado, lápis de carvão, lápis de cor, canetas de cor, aguarelas, tesoura, afia, cola.

Este ano a escola pede que livros e cadernos sejam protegidos em capas plastificadas, para facilitar a sua desinfecção.

Em nenhum momento as crianças são obrigadas a usar máscaras. No entanto, se for opção dos pais que os filhos utilizem máscara, podem fazê-lo.

Não será necessário trocar de sapatos à entrada; à chegada os sapatos das crianças serão desinfectados por uma auxiliar.

Manuais Escolares

Já estão disponíveis os vouchers para levantamento dos manuais escolares. Ver mais informações – aqui!

O valor pago pelos livros de apoio é devolvido pela Câmara Municipal de Lisboa. Ao comprar os livros de apoio, é preciso pedir o recibo com o NIF do Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves (600080110). Este recibo deve ser entregue na secretaria do agrupamento (Escola Nuno Gonçalves) juntamente com o impresso preenchido que será facultado em altura própria.

Refeições escolares e refeitório

Os alunos fazem um lanche de manhã; almoçam e fazem outro lanche à tarde. Os lanches podem ser enviados de casa numa lancheira ou podem ser fornecidos pela escola. A escola tem um refeitório com confecção própria, e dois menus disponíveis: normal ou vegetariano – a opção escolhida deve ser comunicada ao professor titular no início do ano letivo. As crianças também podem ir almoçar a casa.

Este ano, o ginásio vai ser usado para alargar o espaço do refeitório, permitindo o distanciamento entre as crianças. Haverá cem mesas divididas em duas «ilhas». Enquanto 50 estão a ser utilizadas, as restantes 50 serão limpas e preparadas para receber o grupo seguinte sem tempo de espera. O almoço será feito em 5 turnos e deve ser feito com a brevidade possível.

Pagamento das Refeições

O requerimento de apoio social escolar deve ser feito na altura das matrículas e os alunos dividem-se em três escalões de apoio: os alunos que pertencem aos escalões A e B têm direito ao almoço e a um dos lanches, só precisam de pagar/enviar um dos lanches. Os alunos que pertencem ao escalão C têm de fazer o pagamento do almoço (caso pretendam almoçar na escola) e de dois lanches (no caso de não enviarem de casa). Esta decisão deve ser comunicada ao professor titular no primeiro dia de escola, para que este possa assegurar os lanches necessários.

O pagamento das refeições escolares – almoços e lanches para o escalão C e 1 lanche para o escalão A e B – pode ser feito por transferência bancária, até ao dia 8 de cada mês, usando as seguintes referências:

Entidade – 21753

Referência – NIF do aluno

Valor (calcular o n.º de dias letivos em cada mês e verificar o valor diário de cada refeição). Ainda não temos o valor para este ano letivo, mas podem ver mais – aqui!

Comunicação entre pais e escola, reuniões de pais e representantes de turma

Neste ano lectivo especial, a boa comunicação entre todas as partes será ainda mais importante do que em anos anteriores. Os meios preferenciais de comunicação entre pais e escola/professor serão o e-mail ou o telefone. Não estão previstas reuniões presenciais.

Se houver algum assunto a resolver, o professor titular e/ou o coordenador da escola deve ser o primeiro contacto dos pais. Pode fazê-lo directamente ou através dos representantes de turma. Muitas vezes se encontram boas soluções desta forma. A Direcção do Agrupamento está disponível para casos que o coordenador reencaminha ou que não foram resolvidos em primeira instância.

As reuniões de pais são fundamentais para facilitar a comunicação entre professores, pais e escola. Normalmente, é realizada uma reunião de pais em cada período lectivo.

Este ano as primeiras reuniões vão ser realizados por videoconferência (na plataforma Zoom), no dia anterior à apresentação. O convite com o link será enviado para o endereço de e-mail que os encarregados  de educação forneceram quando matricularam as crianças.

Nas reuniões dos primeiros anos estarão presentes os professores titulares, o coordenador da escola e um representante da Associação de Pais. Além da informação sobre o planeamento do ano lectivo, serão comunicadas vários esclarecimentos relevantes sobre o funcionamento da escola, das aulas e também da Associação de Pais. É nessa reunião que serão eleitos os representantes das turmas.

Cada turma elege dois representantes, que terão um papel muito importante: serão eles os responsáveis pela comunicação entre pais e professor/escola. Podem saber mais sobre o papel dos representantes de turma aqui!

Covid-19

Dia 11 de Setembro foi aprovado o plano de contingência da Sampaio Garrido, de acordo com o documento com as orientações excepcionais de organização e funcionamento do Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves, que pode ser consultado aqui.

Podem consultar o resumo que a APEE elaborou com as medidas deste plano, aqui!

Associação de Pais 

A APEE está disponível para esclarecer dúvidas e partilhar informações; é para isso que serve esta pequena comunidade de mães e pais :)

E precisamos de crescer! Se quiserem juntar-se a nós, contactem-nos; temos muitas ideias e projectos para pôr em prática. Anunciaremos em breve uma data para a a próxima reunião, que decorrerá por videoconferência ainda durante o mês de Setembro. Esperamos por vocês!

Explorem o nosso site e acompanhem a nossa página no FacebookDúvidas, perguntas, sugestões aqui: apee.escola26@gmail.com.

Medidas excepcionais de funcionamento no ano lectivo 2020-21

Reproduzimos abaixo a comunicação do Agrupamento de Escolas Nuno Gonçalves sobre as medidas excepcionais a adoptar no ano lectivo 2020-2021:

 

No atual contexto da pandemia da COVID-19, o ano letivo foi organizado de acordo com um conjunto de orientações excecionais de organização e funcionamento, que garantam a retoma das atividades educativas e formativas, letivas e não letivas, em condições, que se pretende que sejam de segurança para toda a comunidade educativa, de acordo com as orientações emanadas pela DGEstE e pela DGS.

Com esta intenção, foram definidas estratégias, que dão prioridade à prevenção e à minimização do risco de transmissão do SARS-CoV-2, criando condições de segurança e higiene nos estabelecimentos de ensino, através da adoção de um conjunto de medidas preventivas, conforme definido no Plano de Contingência do Agrupamento e em articulação com a Unidade de Saúde, e da intervenção nos espaços escolares com a aplicação de sinalética de modo a orientar a circulação. Os horários de funcionamento das turmas dos diferentes níveis de ensino e educação oferecidos pelo Agrupamento sofreram alguns ajustamentos com o objetivo de reduzir grandes aglomerados de alunos com o desfasamento de intervalos, na educação préescolar e no 1º ciclo, e um maior equilíbrio no número de tempos entre o turno da manhã e tarde nos restantes níveis de ensino.

Nos dias 15 e 16 de setembro, pelas 17H00, serão realizadas reuniões por videoconferência (plataforma Zoom), com os senhores encarregados de educação, e estas destinam-se a prestar esclarecimentos sobre a forma como irão decorrer as atividades educativas e escolares no contexto atual – dia 15 EE do Pré-escolar e 1º ano de escolaridade e dia 16 EE do 2.º ao 12.º ano.

No dia 16 de setembro, a partir das 9H00, decorrerão as atividades de receção para as crianças do Pré-escolar e para os alunos do 1.º ano, e no dia 17 realizar-se-ão as atividades de receção para os alunos do 2.º ao 12.º ano, de acordo com o horário específico que pode consultar na página eletrónica do Agrupamento – http://www.aenunogoncalves.com.

Tendo em conta as orientações que constam dos documentos identificados em referência, o processo de ensino e aprendizagem é desenvolvido em regime presencial (contexto em que alunos e docentes estão em contato direto no mesmo local), afirmando-se como regime de funcionamento regra e o caráter excecional e temporário os regimes misto e não presencial.

Afirma-se a prioridade na frequência de aulas presenciais pelos alunos até ao final do 2.º ciclo e àqueles a quem não seja possível assegurar o acompanhamento pelos professores quando se encontrem em regime não presencial.

As atividades a realizar no âmbito dos regimes misto e não presencial, caso se verifique a necessidade de serem implementadas, serão efetuadas na própria escola para os alunos:

• Beneficiários da Ação Social Escolar identificados pela escola;

• Em risco ou perigo sinalizados pelas Comissões de Proteção de Crianças e Jovens;

• Para os quais a escola considere ineficaz a aplicação dos regimes misto e não presencial.

Nos regimes misto e não presencial, tal como no presencial, os alunos estão obrigados a cumprir o dever de assiduidade nas sessões síncronas e de realização das atividades propostas, nos termos e prazos acordados com o respetivo docente. Nos casos em que, por motivos devidamente justificados, o aluno impossibilitado de participar nas sessões síncronas, a escola disponibilizará o conteúdo das mesmas.

Caso venha a verificar-se o agravamento da situação epidemiológica da doença COVID-19, o regime misto na educação pré-escolar integrará o cumprimento das atividades presenciais no turno da manhã, das 08h00 às 13h00/13h30. O regime misto nas Escolas do 1º Ciclo integrará o cumprimento das atividades presenciais no turno da manhã, das 08h00 às 13h15 para o 1º e 2º ano e no turno da tarde das 13h30 às 19h00 para as turmas do 3.º e 4º ano de escolaridade. A EB23NG e a Secundária DLG serão sempre rentabilizadas na resposta às crianças do 1º Ciclo, se essa for uma resposta possível. O regime misto de funcionamento nas Escolas Nuno Gonçalves e Luísa de Gusmão contemplará horários com um mínimo de 50% da carga curricular em regime presencial, sempre que possível, e o restante em regime de trabalho autónomo e atividades síncronas. Caso venha a verificar-se a necessidade de se regressar ao regime não presencial as aprendizagens serão desenvolvidas através de sessões síncronas e assíncronas, adotando-se as metodologias consideradas mais adequadas, tendo por referência o disposto no Decreto-Lei n.º 54/2018, de 6 de julho, na sua redação atual, no Decreto-Lei n.º55/2018, de 6 de julho, bem como o disposto no Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória e nas Aprendizagens Essenciais. A carga horária semanal da matriz curricular será refletida no planeamento semanal das sessões síncronas e assíncronas e plano de ensino a distância do Agrupamento (plano E@D_AENG) será revisto em função dos resultados da monitorização efetuada no ano letivo passado, e adequado ao contexto, do momento, da comunidade educativa.

A situação do contexto escolar foi avaliada e apreciada em conjunto com os responsáveis da ARSLVT, da CML e da Proteção Civil, constituindo-se como um contributo de grande significado para as decisões que foram tomadas, para implementação do regime presencial de ensino e de aprendizagem.

Assim, ouvido o Conselho Pedagógico e recolhido o seu contributo, emitem-se as seguintes orientações:

1. Durante as atividades letivas presenciais ou a permanência no interior do recinto escolar, todos os membros da comunidade escolar devem cumprir e fazer respeitar as orientações emitidas conjuntamente pela Direção-Geral de Saúde (DGS) e pela Direção-Geral dos Estabelecimentos Escolares (DGEstE), em especial no que respeita à utilização de Equipamentos de Proteção Individual (EPI) a fornecer pela escola, aos cuidados de limpeza e higiene e às regras de etiqueta respiratória e de distanciamento físico.

2. Os horários semanais das turmas e dos docentes foram adaptados às condicionantes das instalações. Salienta-se que:

a. A mancha horária das turmas do Pré-escolar e do 1º Ciclo contempla desfasamentos nas horas de entrada, saída, almoço e intervalos.

b. A mancha horária das turmas da EB23NG e da ESDLG foi equilibrada no número de tempos disponíveis em cada turno de funcionamento.

c. Foram atribuídas a todas as turmas do Agrupamento salas fixas, sendo deslocadas, apenas, para a realização de atividades letivas que impliquem a utilização de espaços ou salas específicas (Educação Física, Educação Visual, Educação Musical, Educação Tecnológica, práticas laboratoriais de Ciências Naturais e Físico-Química, TIC).

d. Os alunos devem evitar circular pelo recinto escolar, devendo deslocar-se apenas em função das suas atividades letivas. Sempre que possível, a circulação entre espaços deverá evitar e minimizar os percursos pelo interior dos edifícios.

e. As saídas das salas de aula devem ser realizadas de forma ordeira e controlada para evitar cruzamentos de fluxos e aglomerados de alunos, pelo que é determinante a disciplina no cumprimento dos percursos definidos.

f. A utilização das instalações sanitárias pelos alunos deve ocorrer de modo a possibilitar o seu uso controlado e a respetiva higienização.

g. A utilização dos laboratórios está condicionada ao cumprimento das regras de higiene e segurança definidas pelos docentes do Departamento de Ciências Experimentais.

h. A utilização das Bibliotecas Escolares deverá ser articulada previamente com as Professoras Bibliotecárias, e está condicionada ao cumprimento das regras definidas pelas Professoras Bibliotecárias.

3. Em relação ao uso de bares e refeitórios foi decidido:

a. Manter, para já, a utilização dos bares devendo os alunos usufruir desse serviço, cumprindo o trajeto de circulação, a higienização das mãos, o distanciamento ao balcão dos bares, e não permanecendo no espaço.

b. Interditar a utilização de aparelhos de aquecimento de comida (micro-ondas) ou a utilização de espaços dos refeitórios ou bares para comer alimentos externos à escola.

c. Promover a realização de refeições em modo take away para todos os alunos que não tenham aulas no período da tarde, de modo a diminuir a utilização intensiva das instalações.

d. Efetuar o desfasamento dos períodos de almoço nas turmas da Educação Pré-Escolar e do 1.º Ciclo.

e. Organizar o refeitório nos restantes níveis de ensino, tendo por referência as refeições marcadas antecipadamente e os grupos-turma, sempre que possível. Os alunos devem sentarse apenas de um lado das mesas, procurando estar na sala de refeições o menor tempo possível (considera-se razoável para os alunos dos 2.º e 3.º Ciclos e do Ensino Secundário um tempo de 15 minutos). Após a sua saída do espaço este será de imediato higienizado e preparado para outro grupo de alunos.

4. No que diz respeito à gestão dos espaços de aula foi definido:

a. O acolhimento dos alunos nas escolas para as atividades de ensino e aprendizagem será efetuado a partir: das 9h00 na Educação Pré-Escolar e no 1.º Ciclo entre as 9h00 às 9h30 consoante o ano de escolaridade, sendo o período anterior da responsabilidade dos CAF. Nos restantes níveis de ensino, as aulas iniciam-se no turno da manhã às 8h20 e no turno da tarde a partir das 13h30. Os alunos deverão dar entrada na Escola para iniciar o seu horário letivo apenas 10 minutos antes para evitar a aglomeração de alunos nos pátios.

b. As janelas e portas devem ser mantidas abertas para facilitar e promover o arejamento das salas de aula, devendo, no entanto, ser prevenida a existência de correntes de ar prejudiciais à saúde dos utilizadores.

c. As salas de aula estão organizadas com base no modelo tradicional, o qual não pode ser alterado.

d. Os alunos devem ter em atenção a necessidade de distanciamento social quando se deslocam nos espaços escolares, nomeadamente na entrada e saída das aulas, pelo que de forma natural deverão sair da sala de aula por filas, evitando ajuntamentos.

e. Não haverá recolha de telemóveis à entrada da sala de aula, pelo que cada aluno terá de cumprir as regras já definidas no Regulamento Interno do Agrupamento, no que concerne à utilização daqueles equipamentos.

f. Os alunos devem manter sempre o mesmo lugar nas salas gerais e nas salas específicas. As plantas de sala de aula por turma devem ser remetidas às colegas Coordenadoras de Estabelecimento (no Pré-escolar e 1.º Ciclo) e às colegas Coordenadoras de Diretores de Turma (no 2.º, 3.º ciclos e ensino secundário).

g. Para o funcionamento das disciplinas de Educação Visual e Educação Tecnológica, os materiais específicos deverão permanecer na sala de aula, sendo interdita a entrada de materiais externos e exigida a cuidada higienização prévia das mãos e do mobiliário utilizado por cada aluno e o respeito pelas regras de etiqueta respiratória.

h. Em Educação Musical os espaços estão organizados com o devido distanciamento, sempre que se utilizem instrumentos. Os docentes adaptarão as atividades de ensino aprendizagem às exigências das regras de conduta em contexto escolar.

i. A interdição da utilização dos balneários para que os alunos façam a sua higiene após a atividade física. Os vestiários estão reservados para as turmas com atividades em recintos interiores. No entanto, preferencialmente, todos os alunos deverão vir equipados com o equipamento do Agrupamento definido para esta disciplina, evitando o uso da mochila, ainda que salvaguardando a necessidade de transportar o material necessário para as disciplinas que possa ter nesse dia.

j. Não haverá recolha de bens no chamado “saco de valores” . k. Os alunos deverão utilizar sapatilhas exclusivamente para as atividades de Educação Física quando realizadas em espaços interiores.

l. Promover, com a colaboração dos Assistentes Operacionais, a organização das saídas dos edifícios escolares e da escola. A organização das saídas deve atender ao que está definido nos planos de contingência específico de cada um dos estabelecimentos de ensino e educação do Agrupamento

m. Interditar a utilização de cacifos. As situações pontuais que possam carecer de utilização de cacifos terão de estar associadas a problemáticas de saúde dos alunos e devidamente atestadas.

n. Permitir de um modo facilitado o acesso por velocípedes.

o. Autorizar a saída ao último tempo dos alunos que não tenham aula em virtude de ausência do respetivo professor e tenham autorização expressa do seu encarregado de educação para tal procedimento.

5. Em relação à gestão do processo de ensino e aprendizagem, entende-se que:

a. Deve ser sensibilizada e dinamizada toda a comunidade escolar, de um modo preventivo, para os procedimentos de “Ensino @ Distância” a adotar em caso de necessidade.

b. Os procedimentos de avaliação seguem as orientações em vigor, podendo assumir todos os procedimentos que constam dos Critérios de Avaliação do Agrupamento e incluir a realização de provas de avaliação formativa com caráter mais formal ou outras componentes de avaliação pedagógica promotoras das aprendizagens.

c. Os procedimentos de registo de assiduidade dos alunos mantêm-se, salvaguardando que:

i. Iniciamos o ano letivo em regime presencial, sendo o registo de assiduidade efetuado de acordo com as regras previstas no Regulamento Interno do AENG.

ii. Se um aluno se encontrar atestadamente em grupo de risco, devem os docentes facilitar e promover o apoio remoto, tal como acontece nos casos de doença prolongada. Estas situações, depois de ponderadas, devem ser reportadas aos Coordenadores de Escola e aos Coordenadores de Diretores de Turma.

6. As faltas dos docentes devem ser comunicadas com a maior brevidade e antecipação possíveis, para que as escolas possam proceder ao enquadramento dos alunos, sempre que tal for viável.

7. Em relação ao funcionamento dos serviços de apoio às atividades letivas esclarece-se, ainda,que:

a. Os Serviços Académicos (secretaria) estão a funcionar normalmente, embora com atendimento preferencialmente à distância e / ou por marcação através dos seguintes endereços de email: sa.alunos.aeng@aenunogoncalves.com, no caso dos Serviços de Ação Social Escolar (ASE), sa.ase.servicos@aenunogoncalves.com e no caso da área de pessoal sa.pessoal.aeng@aenunogoncalves.com

b. As reprografias, embora com limitações ao nível do atendimento, está aberta, sendo preferencial o envio antecipado dos trabalhos a realizar através dos endereços de email: reprografia.eb23ng@aenunogoncalves.com ou reprografia.esdlg@aenunogoncalves.com, tendo em consideração a escola onde se realizam as atividades letivas.

c. Os docentes deverão continuar a privilegiar a utilização e colocação de documentos digitais na plataforma Google Classroom, para reforço das aprendizagens dos seus alunos, minimizando a circulação de papel.

d. Os serviços das Bibliotecas Escolares poderão ser utilizados, por norma em articulação com o desenvolvimento de atividades conjuntas e planeadas entre os docentes e as Professoras Bibliotecárias. No entanto, a sua utilização estará limitada à lotação definida.

e. Os Centros de Apoio às Aprendizagens continuam a funcionar nas Bibliotecas Escolares, porquanto se considera ser aquele um centro de recursos educativo disponível para todos os elementos da comunidade escolar.

f. Os docentes de educação especial só farão apoio em sala de aula em situações muito específicas e de imperativa necessidade. Desta forma o apoio prestado por estes docentes especializados ocorrerá sempre no CAA.

8. Todos os membros da comunidade escolar devem:

a. Conhecer o Plano de Contingência e demais documentos orientadores do funcionamento da comunidade escolar em contexto de pandemia causado pela doençaCOVID-19.

b. Efetuar a automonitorização de sintomas, não se deslocando para a escola com sintomas sugestivos de COVID-19.

c. Desinfetar as mãos à entrada do recinto escolar e colocar a máscara previamente fornecida pela escola (o uso de outro tipo de máscara é permitido, desde que colocada à chegada à escola).

d. Utilizar e manter a máscara durante todo o período em que permaneçam no recinto escolar, exceto nas situações em que a especificidade da função não o permita (tomada de refeição) ou durante a prática desportiva.

e. Respeitar as regras de higiene e distanciamento físico aquando do lanche durante os intervalos. Assim, a tomada de alimentos pelos alunos deverá efetuar-se, preferencialmente, entre as mudanças de sala de aula, de acordo com o horário de cada turma. Devem manter especial cuidado em relação ao distanciamento físico nos momentos críticos em que não estão a utilizar a máscara e deixar limpos os espaços utilizados. O lixo deverá ser colocado nos respetivos recipientes.

f. Manter as máscaras devidamente higienizadas.

g. Cumprir as regras de etiqueta respiratória.

h. Permanecer, de forma ordeira, na sala de aula.

i. Comunicar de imediato à Direção/Coordenação de Escola todos as situações passíveis de afetar a comunidade, para que se possam ser avaliadas e tomadas as medidas de contenção adequadas. O primeiro ponto de contacto é sempre o Assistente Operacional em serviço no local das salas de aula.

EB2,3 de Nuno Gonçalves em Lisboa, 11 de setembro, de 2020

A Diretora do AENG,

Laurinda Mª Diogo Pereira

Plano de Contingência da Sampaio Garrido: Um resumo

Plano de Contingência da Sampaio Garrido: Um resumo

No passado dia 11 de Setembro foi aprovado o plano de contingência da Sampaio Garrido, que poderá ser adaptado, sempre que necessário (podem consultar o documento com as orientações excepcionais de organização e funcionamento do agrupamento aqui).

A APEE deixa-vos aqui um resumo das informações mais relevantes, procurando responder às dúvidas e aos receios actuais da comunidade de pais e mães.

Será importante falar às crianças das novas regras com naturalidade, para elas poderem mentalizar-se e preparar-se. Pais tranquilos e mães tranquilas podem ser a maior ajuda para os seus filhos, nesta fase de adaptação.

Horário escolar 2020-21

Este ano os horários serão um pouco diferentes, para evitar a excessiva concentração de crianças e adultos quer à entrada, quer à saída da escola.

As entradas com horários desfasados serão de extrema importância para garantir a segurança de toda a comunidade escolar; assim, pede-se a colaboração das famílias na pontualidade em cumprir o horário escolar. Não pode haver tolerância, pois qualquer atraso pode pôr em causa toda a rotina estabelecida e prejudicar toda a comunidade.

 

Jardim de Infância: Entrada às 9h, pelo portão principal, do lado esquerdo. As aulas terminam às 15h30 e podem frequentar AAAF até às 17h (para prolongamento até às 19h será necessário apresentar justificação, ver mais abaixo informação sobre CAF/AAAF).

1.º A e 1.º B: Entrada às 9h, pelo portão principal, do lado direito. As aulas terminam às 15h30 e as AEC às 16h45.

2.º A e 2.º B: Entrada às 9h15, pelo portão principal, do lado direito. As aulas terminam às 15:45 e as AEC às 17h.

3.º A e 3.º B: Entrada às 9:30, pela porta de entrada lateral. As aulas terminam às 16h e as AEC às 17h15.

4.º A e 4.º B: Entrada às 9:30, pela porta de entrada lateral. As aulas terminam às 16h e as AEC às 17h15.

A saída da escola é feita pelo portão principal.

 

Intervalos e recreio

A escola vai utilizar cinco espaços ao ar livre como recreio: o recreio do Labirinto, o recreio do Brinquedo, o Pátio de Cima,  o Campo de Jogos e a Horta.

Todos os intervalos serão desfasados. O intervalo da manhã terá a duração de 30 minutos e decorrerá ao ar livre, caso não chova. Se chover, as crianças passam o intervalo na sala. O intervalo da tarde (antes das AEC) será de 15 minutos. No recreio ao ar livre as crianças podem brincar livremente.

Os lanches são feitos, como habitualmente, na sala de aula, antes dos intervalos.

 

Percursos definidos e Turmas-Bolha

Cada ano escolar tem um percurso definido para chegar da «sua» entrada às respectivas salas de aulas. O percurso está sinalizado no chão da escola.

Bolas laranjas conduzem ao Jardim de Infância (rés-do-chão)

Bolas azuis conduzem às salas de 1.º ano (rés-do-chão)

Bolas amarelas conduzem às salas de 2.º ano (rés-do-chão)

Bolas vermelhas conduzem às salas de 3.º ano (1.º andar)

Bolas verdes conduzem às salas de 4.º ano (1.º andar)

As turmas deslocam-se sempre em grupo e sempre acompanhadas por adultos.

Na maioria do dia, as turmas não vão contactar com outras crianças fora da sua turma. As excepções são os recreios e o almoço. Nesses momentos, as oito turmas da escola (primeiro ciclo) vão ser organizadas em quatro grupos, por ordem de anos escolares: 1.º A e 1.º B; 2.º A e 2.º B; 3.º A e 3.º B; 4.º a e 4.º B.

 

Salas de aula

Todas as actividades decorrem nas respectivas salas de aula, excepto as actividades físicas e desportivas, que decorrerão ao ar livre (o ginásio não pode ser utilizado). As mesas estão todas viradas para a frente e com distanciamento entre si. Não pode haver trabalhos em grupo, nem crianças a circular na sala durante as aulas. Não é permitido trazer brinquedos ou outros materiais que não sejam essenciais. Os materiais e os lanches não podem ser partilhados entre colegas. Durante as aulas, janelas e portas devem permanecer abertas para favorecer a circulação do ar, devendo ser prevenida a existência de correntes de ar que possam ser prejudiciais à saúde.

 

Refeitório

O ginásio vai ser usado para alargar o espaço do refeitório, permitindo o distanciamento entre as crianças. Haverá cem mesas divididas em duas «ilhas». Enquanto 50 estão a ser utilizadas, as restantes 50 serão limpas e preparadas para receber o grupo seguinte sem tempo de espera. O almoço será feito em 5 turnos e deve ser feito com a brevidade possível.

 

Comunicação entre Pais e Escola/Professor e Reuniões de Pais

Os meios preferenciais de comunicação entre pais e escola/professor serão o e-mail ou o telefone. Não estão previstas reuniões presenciais.

Este ano as primeiras reuniões vão ser realizadas por videoconferência (através da plataforma Zoom) no dia anterior à apresentação dos alunos. O convite com o respectivo link será enviado para o endereço de e-mail que os encarregados de educação forneceram quando matricularam as crianças (no caso de JI e primeiros anos) ou para os endereços de e-mail dos alunos do agrupamento, que foram criados no ano lectivo anterior.

 

CAF/AAAF

A frequência da CAF/AAAF é limitada a famílias que dela necessitem por motivos profissionais. Para esse efeito, é pedido um comprovativo da entidade patronal indicando o horário de trabalho dos pais. Os profissionais liberais podem redigir e assinar esse documento pessoalmente. A escola pede a colaboração honesta dos pais neste sentido, pois será importante manter o número de crianças que frequentam a CAF/AAAF o mais reduzido possível .

 

Material escolar, máscaras e sapatos

Este ano a escola pede que livros e cadernos sejam protegidos em capas plastificadas, para facilitar a sua desinfecção.

Em nenhum momento as crianças são obrigadas a usar máscaras. No entanto, se for opção dos pais que os filhos utilizem máscara, podem fazê-lo.

Não será necessário trocar de sapatos à entrada; à chegada os sapatos das crianças serão desinfectados por uma auxiliar.

 

Faltas de professores

Caso um professor falte, a turma poderá receber o professor de apoio que trabalha na escola, desde que este esteja disponível. Caso não esteja, os alunos não terão aulas e não poderão ficar na escola.

 

Visitas de estudo e natação

Este ano não haverá actividades que envolvam o contacto presencial com profissionais externos. As mesmas serão substituídas por videoconferências.

Também não haverá aulas de natação. No entanto, a Câmara de Lisboa está a preparar uma proposta para a dinamização de 14 sessões desportivas.

 

Religião e Moral

As aulas de religião e moral decorrem à segunda-feira, das 17h30 às 18h30 para os alunos inscritos. Será formada uma única turma composta por crianças de todos os anos escolares.

 

Acesso à plataforma MEGA Manuais Escolares

Acesso à plataforma MEGA Manuais Escolares

Já pode aceder à plataforma MEGA para solicitar os manuais  do 1.º Ciclo da Sampaio Garrido. Para tal, deve selecionar «Sou Encarregado de Educação» e preencher o registo na plataforma em «Registar». Após o registo, deve conseguir visualizar o nome do seu educando com a opção «ver vouchers» (se não aparecer, é questão de aguardar, o processo de atualização dos alunos pode demorar, principalmente no caso dos primeiros anos).

Entretanto, podem, e devem, encomendar os livros nas livrarias aderentes, mesmo que os vouchers ainda não estejam disponíveis (nas livrarias do bairro, aqui em Arroios, já sabem a lista dos livros da Sampaio Garrido, é só pedir). Uma vez emitidos os vouchers, podem usá-los para levantar os livros encomendados.

Atenção:
Os livros são gratuitos, mas têm que ser encomendados e levantados numa livraria aderente pelos encarregados de educação, mediante apresentação dos respetivos vouchers.

Já abriram as inscrições de CAF/AAAF 2020/2021

Já abriram as inscrições de CAF/AAAF 2020/2021

Já estão abertas as inscrições para as Atividades de Animação e Apoio à Família (AAAF) destinadas ao Jardim de Infância e para a Componente de Apoio à Família (CAF) destinadas ao primeiro ciclo, referentes ao ano letivo 2020/2021, que na freguesia de Arroios são dinamizadas pelo LGC (Lisboa Ginásio Clube).
As inscrições podem ser realizadas em formulário on-line, ou em cada escola, a partir de 1 de setembro.

Após inscrição, os encarregados de educação receberão mais informações (actividades a realizar e outros procedimentos) por mail.

Podem consultar mais informações sobre as actividades de CAF/AAAF – aqui!

 

Matrículas para o ano letivo 2020/2021

Matrículas para o ano letivo 2020/2021

A Direção do AENG enviou informação atualizada sobre as matrículas escolares para o próximo ano letivo:

«De acordo com o emanado no Despacho Normativo nº 5/2020 de 21 de abril, informam-se os(as) Srs.(as) Encarregados(as) de Educação que o processo de matrícula e renovação de matrícula, com ou sem transferência de estabelecimento de ensino, deverá ser efetuado eletronicamente, preferencialmente a partir de casa, na aplicação Portal das Matrículas (https://portaldasmatriculas.edu.gov.pt/pdm/#/portal/home).

O registo de primeira matrícula, renovação de matrícula e pedido de transferência de escola para a educação pré-escolar e matrícula no 1º ano do 1º ciclo do ensino básico, decorre de 4 de maio a 30 de junho.

O registo de renovação de matrícula e o pedido de transferência de escola para os alunos dos restantes anos de escolaridade, nas várias modalidades de ensino destinadas a jovens, decorre a partir de 26 de junho, de forma electrónica, no Portal das Matrículas e não em qualquer outro sistema.

Para a matrícula de alunos provenientes do estrangeiro e matrículas de alunos que frequentaram em Portugal planos de estudos estrangeiros e para os quais seja necessário um processo de equivalência, após a submissão do processo de matrícula no Portal das Matrículas, deve ser contactado o estabelecimento de educação e ensino de 1ª preferência para que proceda ao pedido de equivalência.

Para utilizar o Portal das Matrículas o Encarregado de Educação pode recorrer a uma das seguintes formas de autenticação:

i. Credenciais de acesso ao Portal das Finanças

ii. Cartão de Cidadão – Para a autenticação com recurso ao Cartão de Cidadão é necessário o Cartão de Cidadão e o respetivo PIN de autenticação, um leitor de cartões ligado a um computador com acesso à Internet e ter instalado no computador o plugin Autenticação.Gov em:

https://autenticacao.gov.pt/fa/ajuda/autenticacaogovpt.aspx

iii. Chave Móvel Digital – Para a autenticação com recurso à Chave Móvel Digital é necessário que previamente tenha sido efetuado um pedido de Chave. Poderá consultar a informação referente ao pedido de Chave Móvel Digital e ao processo de autenticação em:

https://www.autenticacao.gov.pt/a-chave-movel-digital

A Diretora do Agrupamento»

Para saber as Prioridades nas Matrículas para o Ano Letivo 2020-2021, consulte – aqui!

Pode consultar as respostas às Perguntas Frequentes relativas às matrículas – aqui!

KnocKnock, posso entrar? CAF em casa

KnocKnock, posso entrar? CAF em casa

O Projeto Escolas do Lisboa Ginásio Clube, que em cooperação com a CML coordena os serviços de CAF e AAAF da Sampaio Garrido (entre outras escolas) criou uma página no Facebook, onde partilha atividades a partir de vídeos, fotografias, textos e os mais variados documentos de apoio que possam servir de guia para todas as crianças poderem levá-las a cabo a partir de casa. Pode aceder à página do Facebook – aqui!

 

3.º período sem aulas presenciais

3.º período sem aulas presenciais

O primeiro-ministro anunciou que o 3.º período iria recomeçar no dia programado, mas ainda sem aulas presenciais. Para saber o que foi decidido pelo governo em relação a este 3º período pode consultar mais informação – aqui!

No seguimento desta decisão, a direção do AENG enviou indicações para este último período numa Carta dirigida aos pais e alunos.

Durante a 1ª semana de aulas, de 14 a 17 de abril, todos os alunos deverão realizar as atividades definidas pelos seus professores, e que constam dos PIP (Plano de Intervenção Pedagógica) divulgados na página do Agrupamento, ou enviadas por e-mail ou Google Classroom, à semelhança do que aconteceu nas duas últimas semanas do 2.ºperíodo.

Na segunda-feira, dia 20 de abril, os alunos irão começar a cumprir um novo horário de trabalho escolar que se manterá até ao final do ano letivo, ou até informação em contrário. Esse novo horário, integrará as sessões de interação online entre alunos e professores, no âmbito das diferentes disciplinas, e a grelha de conteúdos #EstudoEmCasa disponibilizados na RTP Memória e será enviado pelo respetivo Professor Titular de Turma (PTT) aos EE e alunos por e-mail, divulgado no INOVAR-Consulta, na área privada de cada aluno, e na página do Agrupamento.

Pode ler a carta da Diretora do AENG, na íntegra – aqui!

Quanto aos conteúdos para os alunos do 1º ciclo que vão ser disponibilizados na televisão (#EstudoEmCasa) na RTP Memória, a partir de dia 20 de Abril, vão servir de complemento ao que vai ser trabalhado com os professores das turmas: TDT (para quem não tem televisão por cabo) – posição 7 /MEO – posição 100 / NOS – posição 18 / Vodafone – posição 17 / Nowo – posição 13 / www.rtp.pt/estudoemcasa. A grelha de conteúdos é a seguinte:

EstudoEmCasa_grelha semanal

Informação da C. M. Lisboa – apoio aos pais

Informação da C. M. Lisboa – apoio aos pais

Caros membros das Associações de Pais e Encarregados de Educação, 

Antes de mais, esperamos que estejam bem e a conseguir gerir a atual situação. Sabemos que os desafios à comunidade escolar são muitos, mas também estamos certos de que vamos conseguir ultrapassá-los.

Da nossa parte, assumimos o compromisso de continuar a trabalhar diariamente em prol dos nossos alunos. Por exemplo, continuamos a distribuir refeições às crianças de escalão A e B, e agradecemos muito a vossa colaboração na divulgação desta iniciativa, assim como o empenho de todos os profissionais que a tornam possível.

Nos últimos dias, temos percebido que alguns pais e encarregados de educação têm tido dificuldade em acompanhar toda a informação que lhes diz respeito, pelo que tomamos a iniciativa de partilhar alguns dados que têm sido divulgados pelas entidades competentes.

Assim, como sabem, nos termos do Decreto-Lei nº 10-A/2020, de 13 de março, as atividades letivas presenciais ficaram suspensas até dia 9 de abril – dia em que a suspensão será reavaliada –, sem prejuízo de as escolas puderem recorrer a métodos de ensino à distância.

As viagens de finalistas também ficaram interditas.

Devido à suspensão das atividades letivas e não letivas presenciais em estabelecimento escolar, consideram-se justificadas, sem perda de direitos salvo quanto à retribuição, as faltas ao trabalho motivadas por assistência a filho ou outro dependente a cargo menor de 12 anos, ou, independentemente da idade, com deficiência ou doença crónica. Estão previstos ainda apoios excecionais à família para trabalhadores por conta de outrem e para trabalhadores independentes, sendo que só um dos progenitores pode usufruir do apoio. De acordo com a recente informação da Segurança Social,  os formulários necessários para aceder a este apoio estarão disponíveis no site da SS até 30 de março. Em caso de dúvida e para mais informação, por favor, consultem o site da Segurança Social ou contactem a linha de apoio através do n.º 300 502 502.

Atenção, que tudo isto não se aplica aos casos em que a entidade empregadora recorra ao regime do teletrabalho. E tenham em consideração que esta justificação não cobre, por agora e até decisão em contrário do Governo, os períodos de férias letivas.

No caso de os vossos filhos terem sido colocados sob quarentena por indicação médica individual, ficam abrangidos pelo subsídio de assistência aos filhos, cujo procedimento também podem consultar na Segurança Social.

Os trabalhadores dos serviços considerados essenciais (como profissionais de saúde, das forças e serviços de segurança e de socorro, incluindo os bombeiros voluntários, das forças armadas, trabalhadores dos serviços públicos essenciais, ou de gestão e manutenção de infraestruturas essenciais), se mobilizados pela entidade empregadora ou por autoridade pública, podem deixar filhos ou outros dependentes no estabelecimento de ensino que se mantenha aberto para o efeito. A lista das escolas que permanecem abertas pode ser consultada https://www.lisboa.pt/alteracoes-no-funcionamento-dos-servicos-municipais.

Finalmente, chamamos a atenção para a página Apoio às Escolas, construída pela Direção-Geral da Educação, em colaboração com  a Agência Nacional para a Qualificação e Ensino Profissional, onde encontrarão propostas de atividades, recursos, ferramentas e apoios úteis para o ensino à distância.

Agradecemos a vossa colaboração para fazer chegar estas informações aos pais e encarregados de educação da vossa escola.

Muito obrigado. Vai ficar tudo bem. 

Gabinete do Vereador Manuel Grilo – Pelouro da Educação e Direitos Sociais – Câmara Municipal de Lisboa