Descentralização, sim, mas não para os municípios

Descentralização, sim, mas não para os municípios

Mais de 90% dos professores são favoráveis à descentralização de competências não para os municípios, mas para um “conselho local de educação”, no qual “o município tem um papel importante, mas não determinante”, frisou Manuela Mendonça, dirigente da Federação Nacional dos Professores (FENPROF), durante a apresentação dos resultados nacionais de um inquérito realizado pela estrutura sindical. Os professores defendem o envolvimento de toda a comunidade educativa e dos agentes económicos e sociais locais no “conselho local de educação”.

A FENPROF ouviu diretores escolares e inquiriu 25 mil professores sobre “o retorno de um modelo de gestão democrática às escolas”. O inquérito revelou que a grande maioria dos professores preferem um modelo de gestão colegial, com órgãos eleitos não apenas por professores, mas também funcionários, alunos e encarregados de educação.

Veja mais detalhes da notícia – aqui!