Filhos únicos: uma questão polémica

Filhos únicos: uma questão polémica

Quando se aponta para um objetivo de dois filhos por casal, não se pode de nenhuma forma diabolizar quem não queira ter filhos ou quem queira ter mais do que essa “média”.

(…) Numa altura em que Portugal atinge recordes de baixa natalidade, as dificuldades que se deparam a um casal que deseja ter filhos são cada vez maiores. Este fenómeno social pode levar a um razoável grau de apreensão e têm sido vários os profissionais e instituições a chamar a atenção para os efeitos secundários daqui decorrentes.

Pode ler mais sobre a opinião de Mário Cordeiro – aqui.